sábado, 9 de setembro de 2017

Special One

Quem mais vai ao veterinário cheio de ataques de asma, a sufocar, aflito, leva 2 injeções, mais o termometro no rabo e, no meio disto tudo, só ronrona e pensa em dar beijos à veterinária?
Só mesmo o Icaro Manuel!
Finalmente resolvemos mais uns sustos que o malandro me deu. Está pronto para mais uns meses sem ataques.
Nunca é demais relembrar e apelar ao vosso bom coração: adoptem animais adultos das colonias de rua. Eles adaptam-se sim. E não só de bebes amorosos vive o amor. Tenho o Eros desde as 5 semanas de vida e o Icaro desde os (julga-se) 3 anos. São experiencias diferentes, desafios diferentes... mas ambos valem a pena. Contudo, não há sensação melhor que dar uma nova oportunidade de vida a quem já sofreu. Só assim se explica que o Icaro nunca reclame das injeções e distribua lambeijos entre médicos e enfermeiros veterinários, fazendo as delicias de todos.


sábado, 2 de setembro de 2017

Conversas # 34 #

Ela: Aposto que essa enxaqueca é por problemas amorosos! De certeza! Essa situação do X ter voltado para a namorada está a afectar-te. Eu estaria numa cama a chorar! A vida realmente dá-nos cada cruz... mas tu devias mostrar-te compreensiva, amiga. Para ele saber que estás a espera e te mantens disponivel, que o compreendes como uma boa mulher. Sê paciente, companheira e vais ver que tudo vai correr bem!
Eu: Não te ofendas minha amiga... mas felizmente nem todas as pessoas do mundo são como tu. Desde quando esperar homens comprometidos é uma atitude digna? E para que raio quereria eu um tipo indeciso e passivo? Isso sim seria uma cruz para alguém tão impulsivo como eu!

E ela achou-me insensivel...
Isto acrescentando ao facto de uma outra amiga que anda há meses a dizer que quer terminar a relação porque já não ama e nem sexo têm e que tudo é mau e horrivel na outra pessoa, agora vir dizer que só não terminou hoje, porque a pessoa bateu com o carro e está mal. Só não termina agorinha meeeeesmo porque a pessoa acabou de partir o telemovel. Só não a manda pastar no próximo minuto porque lhe morreu o piriquito e seria desumano.
E a amiga com a qual mantive a conversa? Está há 2 anos a manter um marmanjo otário e preguiçoso do qual reclama e fala mal diariamente só porque tem quase 40 anos e tem medo de acabar sozinha.
Gente, eu não digo que sou mais forte que ninguém mas um dos propositos do ser humano é evoluir. Já todos ficamos de cama a chorar sem comer por um coração partido. Claro que sim. Uma vez! Talvez duas. Mas... sempre?!?
As minhas amigas que me perdoem, mas vendo-as só posso dar graças a Deus por não ser carente, por não me contentar desesperadamente com qualquer porcaria devido ao medo, por ter evoluido, por não me prestar ao papel de andar a falar mal de parceiros e humilhá-los (e consequentemente a mim mesma; afinal que imagem passa a pessoa que se mantem numa relaçao assim tão má com alguem assim tão horrivel?).
E muito, muito obrigado vida por saber que as pessoas entram e saem da nossa vida e isso não faz delas sapos ou bruxas más. As coisas são o que são. Não sao cruzes nem episodios nefastos. São momentos, memorias e aprendizagens. E Deus me livre de algum dia tentar prender homens com esquemas, sendo uma "boa moça paciente" esperando o retorno do seu macho.
Obrigado Universo pelo meu incrivel caminho!

Zero açucar!

Decidi eliminar o açucar da minha vida, tanto quanto possivel.
Comprei mel para utilizar em casa e uma caixinha de adoçante para ter na mala para usar no trabalho.
Simples e prático!

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Still Alive

- Continuo no meu emprego, que continuo a adorar e que, até ver, vai a pleno gás ao ponto de me terem aumentado 200€ no ordenado
- Já me inscrevi no 3º e ultimo ano de licenciatura e ainda ando às voltas em busca de um estagio para o próximo ano lectivo (já vi no horário que vou voltar a ter 2 professores com os quais tenho uma relação dificil... God bless me!)
- Morreu o meu 1º namorado. Aquele com quem perdi a virgindade. Nunca pensei sentir-me assim... não tenho qualquer sentimento amoroso por ele, já passaram muitos anos mas... não sei. Deram-me a noticia e as pernas começaram a tremer, fiquei sem pinga de sangue, nó na garganta. Nessa noite, sozinha em casa, chorei muito. Decidi ir ao velório. Não foi facil e nunca esquecerei a imagem da namorada actual, com a filha de ambos, aquela bebe de meses, que nasceu 1 dia antes do meu aniversario e que 2 semanas antes ele tinha querido apresentar-me mas quis a vida que nos desencontrassemos. Nunca pensei conhecer a filha dele ali, no enterro dele, uma bebe tão fragil a ver o caixao do pai sair da casa mortuária. Que cena tão forte! A vida é rara, mesmo... E até agora, ainda nao cai em mim. Parece mentira. Tão jovem, tão alegre, tão querido por todos...
- descobri que talvez as almas gemeas existam. Reencontrei uma pessoa que conheci há 2 anos atrás e foi tão forte, somos tão iguais, que foi o suficiente para ele romper uma relação de 11 anos por mim. E não, ele não traiu ninguém. Foi um sentimento tão forte que o fez sair da relaçao sem nem me ter beijado. Vivemos algo bonito, incrivel... até a ex aprontar uma cena de novela e ele ter voltado para ela. Infeliz, contrariado, com saudades minhas, mas voltou para ela. E não fiquei magoada. Estou tão orgulhosa de mim! Afinal, desenvolvi a minha espiritualidade mais do que alguma vez imaginei. Consigo respeitar o caminho do Outro, colocar-me no seu lugar e desejar-lhe sempre o melhor, sendo cada qual fiel á sua missão. Estando eu tão afastada do reiki, portei-me da forma mais altruista possivel. Gratidão é a palavra certa para esta fase da minha vida!
- Perante a crise na Venezuela e tendo uma colega de casa oriunda de lá, veio-me pedir se podia trazer o irmão para vivier connosco. Com que cara lhe posso dizer "Não me apetece viver com um marmanjo?". Com nenhuma! Temos a sorte de viver num país pacifico e podermos sair à rua com a certeza que não vamos passar fome ou levar um tiro da propria policia. Acedi. No proximo mês seremos 3 cá em casa
- Este verão tenho reparado mais nos bons e grandes amigos que tenho, que fazem coisas incriveis por mim
- Apercebi-me que trabalho há 2 anos com pessoas muito divertidas e boas, com as quais nunca tinha parado para falar. Assim nascem bonitas amizades

OBRIGADO VIDA

domingo, 18 de junho de 2017

De Itália V

Ravenna

Pequena, surpreendeu pela riqueza história e arquitectónica.
Visita-se facilmente, de modo rápido mas maravilha. É a capital do mosaico e, entre igrejas e túmulos romanos decorados, senti-me numa outra era. Uma Era de Ouro.
Recomendo! É também onde está enterrado Dante e mesmo ao lado do seu mausoléu há um museu da memória Dantesca girissimo.



Sempre na rota dele!




Túmulo de Dante

Parma

Igualmente me surpreendeu pelo espólio artistico. Ao que parece a esposa de Napoleão viveu lá várias décadas, existindo um museu com todos os seus pertences.
O que mais impresiona é o Museu de Arte dentro do Palácio Pilota. Tem grandes obras, um DaVinci original e um teatro em madeira monumental.
E a comida? Dos sítios onde comi melhor e a bom preço!




Beringelas à Parmegginana! Uma delicia! 

Sempre Ele! Garibaldi 

 Pavia

O único sitio onde me esqueci de comprar um iman para o frigorifico... bolas!
Também é uma cidade pequena, recatada, nebulosa e mais triste. Não me pareceu muito preparada para o turismo.



Sabedoria pelas ruas

Bolonha

O pesadelo! Lembro-me de Gonçalo Cadilhe a definir como a cidade italiana com mais qualidade de vida. Não o entendo!
A cidade é toda laranja. Prédios, igrejas, pessoas... tudo é alanrajado!
E há uma pobreza impressionante! Há pedintes em cada esquina. E não me refiro aos típicos emigrantes em busca de oportunidades. Refiro-me a mães de familia italianas, com fotos dos seus filhos, da Nossa Senhora e cheias de lágrimas.
Havia também muitos rapazes a pedir com os seus cães.
Senti um choque de realidade, senti-me mal do principio ao fim e só conseguia pensar em sair dali.
Não volto nunca mais!
A única coisa interessante foi a exposição comemorativa do Corto Maltese, grande e brilhante, que tive a oportunidade de ver. De resto, não explorei muito Bolonha devido ao estado das pessoas que fui encontrando e que, não podendo fazer muito mais do que dar dinheiro a algumas, me foi deprimindo. Quase que me senti culpada de, felizmente, ter emprego e uma casa. Que choque!


Pela Liberdade! 


Verona

A suposta terra de Romeu e Julieta, com a casa onde teria vivido a bela dama e com uma tradição meio esquesita que não cheguei a apurar porque se fazia: no pátea existe a estátua da Julieta e diz que dá boa sorte esfregar-lhe uma das mamas. Não entendi mas a fila para tal parvoíce era grande! Eu cá não me meti nela.
É uma cidade simpática e tive a agradável surpresa de lá encontrar uma exposição sobre os Maias vinda do Museu Nacional Mexicano.
Como todas as cidades no Norte, Verona é atravessada por um rio, o que potencia espaços agradaveis para tomar um copo e muita gente nas ruas.


Todos juntos podemos ajudar!

Leiam ESTE texto e entendam, consoante a localidade em que vivem, como podem ajudar.
As garrafas de água pequenas custam em muitos sítios 0,08 ou 0,09 centimos. Um caixa de 10 compressas custa 1€. Uma caixa com 6 barrinhas energéticas custa tambem 1€. Por isso não há desculpas. Se todos dermos 1€ a esta causa, tornaremos a ajuda enorme, sem precedentes.
Bora pessoal!
Eu vou tratar disso ainda esta semana!

PS: Nem consigo imaginar o horror que é morrer queimada viva, presa num carro, na estrada. A impotencia, a dor, a angustia... as fotos que vi hoje são impressionantes. Ninguém merece e nem parece um cenário digno de um país desenvolvido.

terça-feira, 30 de maio de 2017

Da adrenalina

A banda sonora do anterior post foi para...

                                                                                                 isto!

Eu tenho a sorte de ter aquela amiga à qual tu diriges a frase "E se nós...?" e nem precisas terminá-la, pois ela já está de pé a dizer "Bora!".
E ela decidiu convencer-me a fazer já, agora, em beve, uma daquelas coisas que sempre disse "Um dia gostava de...".
Porque com ela, "um dia" é sempre hoje.
Digo-vos que custa mais aqueles corróceis marados das feiras do que isto. Nos carroceis sentes o estomago a revolver-se, o balanço desenfreado, as costas pegadas ao assento, um espaço entre a proteção e o peito e aquele terror de que alguma falha humana vá provocar uma queda e morte dolorosas. Aqui não. O salto é tão suave, é um "deixar cair", fluir... não sentes nada no estomago, apenas voas. O vento sim é do caraças e quando vês o video / fotos sentes-te um idoso cheio de peles flácidas. Aliás, não consegui fechar a boca em nenhum momento, o labio superior voou e... pareço um cavalo em todas as fotos!
Aos poucos que tive coragem de mostrar o video, choraram a rir com a minha humilhação.
Sinceramente, não fosse tão caro e saltaria todos os dias!

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Como nunca tinha reparado?!?

Imagine Dragons...
Banda da moda, com musicas conhecidas, daquelas que vão passando mil vezes ao dia na rádio e vamos absorvendo sem nem reparar.
No outro dia, andava eu no Supermercado quando uma música que nunca antes tinha ouvido me soou. Adorei a letra, o ritmo mas nunca a tinha ouvido. A voz do vocalista não me lembrava a ninguém.
Ontem por acaso, enquanto pesquisava no Google por músicas com letras fortes, encontrei-a! E é dos Imagina Dragons.
1h de pesquisa depois, descobri que o vocalista é um tipo admiravel, com composições poderosas, genuinas e directas.
Definitivamente será esta a banda sonora para o video de amanhã!
Que video?... Domingo falamos! Bom fim-de-semana, pessoal!
Se eu sobreviver...

"I'm the master of my sea"

Cenas!


Acabou o estágio.
E não da forma que deveria ter acabado.
Desisti.
Tinha de ter as horas todas feitas até dia 31 de Maio e ainda me faltam bastantes.
Ainda por cima, a orientadora decidiu tentar "comprar-me", propondo assinar-me as horas, mentir, dizer que as tinha feito se... SE eu fosse um ultimo mês de forma intensiva, sem faltar nunca e ficando responsavel de um projecto social que, digamos, me parece que de social tem pouco e é uma escravatura disfarçada de caridade.
Entre garantir uma nota e explorar pessoas alegando que lhes estou a fazer um favor e a cuidar delas, preferi chumbar! Informei a faculdade, tanto da minha falha como daquilo que a Instituição me tinha proposto. Eticamente não o farei. Prefiro assumir as consequencias.
Agora falta saber se isto significa mais 1 ano em Lisboa e a pagar propinas.
Curiosamente não entrei em stress. Aceitei. A vida continua, as coisas acontecem para além de nós. Melhor aceitar e lidar o melhor possivel.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Dia "DAQUELES"

Tenho andado meio desmotivada com o estágio. A orientadora tem um super ego, é muito ocupada e não me sinto minimamente "orientada". Contudo, hoje foi um bom dia.
Conheci um ex utente, um africano cheio de garra que deu a volta por cima e, como ele bem diz, sem a ajuda de nenhuma Assistente Social. Arriscou, viu e venceu! A história de vida dele motivou-me, ajudou-me a entender que tudo é possivel e que posso fazer a diferença sim num mundo de técnicos "Sr. Doutores" com nojo de ir para o terreno e deixar os seus papeis por preencher.
Foi um dia tranquilo mas inspirador.
Para terminar, percebi que já pertenço um pouco a esta Lisboa que tanto renego. Tentei ir à mercearia, que basicamente é a 2min da minha casa. Demorei 2h para lá chegar graças às pessoas que ia encontrando e com as quais ia falando. Entendi que já sou conhecida no bairro, o sr do café já sabe o que peço todos os dias, o sr da churrasqueira já me deixa o frango pronto a levar com aquele molho que eu mais gosto, o dono daquele cão que eu acho bonito já o solta quando me vê porque sabe que eu adoro animais e o cão adora saltar-me para cima... detalhes que tornam a vida mais bonita e os dias mais luminosos.
E o melhor, melhor? Ter aquele empregado de mesa velhote, a dizer que me admira pela vida que levo, pelas atitudes que observa, pelos valores que lhe transmito. AHHHH! Coração cheio!